julho/18
05

1ª Semana em Nova Iorque – By Bianca Boechat

Publicado por

Se em 2017 me senti a garota mais sortuda do mundo por poder vivenciar 2 meses estudando em Nova York, em 2018 não tenho como descrever a gratidão que sinto por estar vivendo mais um pouco dessa experiência. Com meu coração cheio de felicidade, hoje posso afirmar que: hard work *does* pay off.

Se engana quem pensa que foi uma caminhada simples; o processo até aqui incluiu uma série de testes, redações, trabalho em equipe e muito estudo. O resultado, por sua vez, compensa cada minuto. Estar em Nova York pelo programa pela segunda vez é poder experimentar cada canto dessa cidade, de Downtown à Uptown, do Greenwich Village (localização da The New School, aonde estudei ano passado) à Upper Manhattan (casa de Columbia e meu atual endereço, Barnard College).

Além das inúmeras paisagens e opções de lazer, a cidade de Nova York oferece uma experiência acadêmica incrível. Repleta de museus, galerias de arte, centros históricos e bibliotecas públicas, o lugar transmite uma cultura altamente ativa. Ao pegar uma corrida de metro, por exemplo, é certo que iremos assistir à pelo menos uma performance artística. Músicos, dançarinos, pintores… As Subway Stations são lar de uma enorme comunidade de talentos da sociedade contemporânea. Descer na estação da Times Square, então, é garantia de show ao vivo hahaha.

Por fim, gostaria de ressaltar o quão apaixonada eu sou por essa cidade. Apesar do seu tamanho e lotação, Nova York pode ser casa para qualquer pessoa. Tem atividade, lugar e grupo para todos os gostos, e cada bairro ou borough representa a personalidade única de uma comunidade. Falando em boroughs, além de Manhattan, a cidade conta ainda com Brooklyn, Queens, The Bronx, e Staten Island. E uma coisa é certa: vir aqui no verão é experienciar calor de Rio de Janeiro ao meio-dia.

 

Por Bianca Boechat, bolsista do Ganhar o Mundo